Teste Prodac - Teste de fosfato (po4) (doce/marinho) - 48 testes

Descrição do produto. Assim como o ferro, também certos fosfatos são indispensáveis para animais e plantas, mas normalmente a água de um aquário contém uma concentração demasiadamente elevada de fosfatos, derivantes da comida fornecida e sobretudos dos excrementos. Do ponto de vista aquarista, resulta de interesse especial o fosfato sob forma de polifosfato PO3-4 ; este sal está presente na natureza em concentrações bastante baixas, mas é indispensável para a vida aquática. Na água doce nunca se devia descer abaixo de uma concentração de 0,02 mg/l para garantir um bom crescimento das plantas; concentrações superiores a 0,50 mg/l não são tóxicas, mas não deviam ser superadas para evitar o surgir de uma proliferação de algas. Em água salgada, ao contrário, nunca se devia ter uma concentração superior a 0,10 mg/l, sobretudo quando se criar animais invertebrados delicados. Para reduzir a presença de fosfatos na água pode-se recorrer às trocas parciais de água ou o uso de removedores de fosfato. É preciso sublinhar que muitas vezes a água potável contém quantidades elevadas de fosfatos (até superiores a 5 mg/l!); nestes casos, é preciso recorrer a um adequado pré tratamento da água antes do seu emprego no aquário (osmose reversa, resinas especiais).